No dia 12 de julho inicia o prazo de consolidação dos parcelamentos previdenciários de débitos administrados pela Receita Federal e pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. Contribuintes que fizeram opção somente pelas modalidades não previdenciárias que também queiram consolidar débitos previdenciários poderão, no mesmo período, indicar os débitos a serem parcelados.

A consolidação dos parcelamentos deverá ser realizada exclusivamente nos sites da Receita Federal e da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, tanto para as pessoas físicas, quanto para as pessoas jurídicas. O período para realização do procedimento é do dia 12 a 29 de julho, de 2016. Os contribuintes ao efetuar o procedimento deverão informar:

  • Os débitos a serem incluídos em cada modalidade, bem como a faixa e o número de prestações;
  • Os montantes disponíveis de prejuízo fiscal e de base de cálculo negativa da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);

Somente serão parcelados débitos já vencidos na data do pedido de parcelamento, excetuadas as multas de ofício, que poderão ser parceladas antes da data de vencimento. Cabe ressaltar que o parcelamento de débitos importa em confissão irretratável do débito e configura confissão extrajudicial.

O Departamento de Consultoria do Sette Câmara, Corrêa e Bastos Advogados Associados coloca-se à disposição de V.Sas. para quaisquer esclarecimentos.

Contatos: +55 31 2138.7000 | consultoria@scbadvogados.adv.br


    class='wp-pagenavi' role='navigation'>
  • ...
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • ...